top of page

O RESTO É MEMÓRIA

_______________________________________________________________________

YagoSaraivaPNG.png

22.03.2021

facebook.png
twitter.png

_______________________________________________________________________

QUOTE.png

Fotografar aqui em Itaueira foi como começar do zero. Aqui eu não passava despercebido.

QUOTE.png

Apesar de ser natural da cidade de São Paulo, passei toda a minha infância - e boa parte da adolescência - em Itaueira, no interior do Piauí. Aos dezoito anos voltei à capital paulista para estudar, e foi durante a faculdade, no curso de Jornalismo, que surgiu meu interesse pela fotografia. Comprei minha primeira câmera em meados de 2015 e desde então venho fotografando.

No início gostava de fotografar apenas em casa, objetos ou pessoas de minha convivência - muito pela falta de confiança em sair para fotografar na rua. Apenas quando fiz um curso na Primelight, com o fotógrafo Gabriel Cabral, que comecei a ter mais contato com a fotografia de rua e mais interesse e coragem para sair de casa.

IMG_8085.jpg
02022021-DSCF1807.jpg
IMG_3181.jpg

A partir de então comecei a fotografar manifestações em São Paulo, o que foi extremamente importante para o meu desenvolvimento, pois, por ser um ambiente onde me sentia despercebido como fotógrafo, consequentemente me sentia mais à vontade em andar com a câmera e registrar o que achava interessante.

Ao fim do curso de Jornalismo, voltei para Itaueira, em 2017, depois de aproximadamente sete anos em São Paulo. Esse reencontro foi um misto de sensações e sentimentos onde pude rever e voltar a conviver com minha mãe, familiares e amigos de infância. Apesar de algumas mudanças, muita coisa ainda continuava como outrora.

QUOTE.png

Estamos falando de uma cidade pequena onde todos se conhecem e prezam por sua imagem.

QUOTE.png
Manifestações caminhoneiros_2018 (2).jpg

Comecei a fotografar eventos também - aniversários, casamentos, batizados, etc. -, o que me ajudou com o ganho de confiança e na minha relação com as pessoas nas ruas. Elas, creio eu, passaram a me ver com menos desconfiança. Com o passar do tempo, esse processo ganhou corpo e acabou se tornando um registro amplo do cotidiano de Itaueira. E foi a partir de então que surgiu a ideia de fazer recortes desse trabalho. 

IMG_6828.jpg
Davi final de tarde céu roxo_2020.jpg
IMG_7870.jpg

Apesar do crescente aumento do uso das redes sociais, de plataformas de streaming, entre outras maravilhas da internet, provenientes da modernidade líquida, aqui em Itaueira boa parte das crianças ainda preservam as relações orgânicas. É muito comum vê-las brincarem na rua ou andarem em grupos

se aventurando pela cidade.

Santa terezinha_2019 (4).jpg
IMG_8303.jpg

Foi então que nasceu o projeto "O resto é memória", um modesto ensaio sobre infância em Itaueira. O projeto tem como proposta não um simples registro documental, mas também trazer uma reflexão acerca da relação dessas crianças com a cidade, com as pessoas e, por que não, comigo mesmo. Afinal, explorar esse universo de crianças jogando futebol na rua, andando de bicicleta e comendo manga verde é também um exercício de resgate da minha própria memória enquanto criança nesta cidade.

Normalmente eu me aproximo, converso e muitas vezes até brinco com elas.  Dessa forma construo uma relação de confiança. Algumas ainda não entendem o que é uma câmera e outras me encaram como que tentando entender o que estou fazendo. Outras acabam se empolgando com a ideia de serem fotografados.

Os que me conhecem às vezes dizem: “ tira uma foto minha aí e posta lá no Madruga” - referência ao meu Instagram, o que realça esse contraste entre  brincadeiras de rua e as redes sociais.

IMG_7315.jpg

Para mim é muito gratificante perceber este sentimento de representatividade entre as crianças que pedem para serem registradas, que comentam entre elas sobre as fotos que foram postadas ou até “mangando” umas das outras com alguma eventual foto engraçada. E apesar da minha seriedade com esses registros... tudo isso para mim, é também, um grande brincadeira.

IMG_5713.jpg
SANGRIA.png
bottom of page